Imagem: O que é ansiedade: como reconhecer e o que fazer!

O que é ansiedade: como reconhecer e o que fazer!

O que é ansiedade: Um resumo das principais características da ansiedade e como podemos combatê-la.

Todos nós já sentimos um certo grau de ansiedade ou estresse em algum momento da vida, afinal, é um sentimento normal que desaparece depois de um tempo.

Entretanto, para 18,6 milhões de brasileiros, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a ansiedade não desaparece e pode piorar com o tempo [1].

O sentimento de ansiedade pode ocorrer em qualquer idade por razões muito diferentes, incluindo uma doença que requer tratamento.

E ainda, medos, receios ou preocupações intensas e persistentes podem resultar em crises que se manifestam com dores no peito, falta de ar, palpitações e pânico.

Se não controladas, essas manifestações podem interferir na sua vida cotidiana, impedindo de levar uma vida normal.

Por essa razão, é extremamente importante que leia este artigo, para saber o que é ansiedade e como isso nos afeta. Continue lendo a seguir…

O que é ansiedade?

A ansiedade é uma resposta natural do ser humano ao estresse, é um estado emocional caracterizado por sentimentos de tensão, preocupação ou angustia.

Entretanto, é importante enfatizar que a ansiedade nem sempre é uma doença.

A ansiedade em seu estado normal é saudável e um sinal de alerta para analisar algum perigo iminente ou algo importante em nossas vidas.

O que se torna alarmante é o excesso desse sentimento, quando ocorre repentinamente e sem motivo aparente.

Além disso, se a ansiedade for muito alta irá manifestar alguns sintomas físicos característicos como: taquicardia, falta de ar, tontura, tensão muscular, etc.

Quando esses sintomas surgem sem aviso prévio ou motivo, pode gerar o “medo de enlouquecer” típico da ansiedade, o que por sua vez, pode ocasionar uma diminuição da autoestima e um sentimento de desamparo.

O motivo que leva ao estado de ansiedade pode ser vários, às vezes o estresse, problemas pessoais, dificuldades familiares, um evento traumático ou a perda de um ente querido são alguns fatores por trás da ansiedade.

Transtornos de ansiedade

Imagem: Transtornos de ansiedade

Essa ansiedade em excesso que ocorre com frequência pode piorar com o tempo, por vezes tornando-se tão grave que interfere na sua vida. Quando isso acontece, provavelmente, você sofre de um transtorno de ansiedade.

O transtorno de ansiedade é um sentimento de medo que estar com você o tempo todo. É intenso e às vezes muito debilitante.

Essa ansiedade desproporcional resulta em diferentes manifestações ou quadros de ansiedade, como:

  • Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).
  • Crise de ansiedade;
  • Pânico;
  • Agorafobia.

Quais os sintomas de Ansiedade?

Imagem: Quais os sintomas de Ansiedade?

Geralmente, os sintomas físicos da ansiedade são os que mais assustam e despertam a atenção da pessoa para procurar tratamento. Mas a ansiedade afeta nosso corpo, mente e desempenho de várias maneiras:

  • Sintomas físicos: As reações fisiológicas em nosso corpo: coração acelerado, sensação de formigamento, falta de ar;
  • Sintomas comportamentais: relacionados ao comportamento e como a ansiedade o influencia: impulsividade, agressividade, fala acelerada;
  • Sintomas cognitivos: relacionados ao comportamento, como dificuldade em se concentrar e tomar decisões, preocupações excessivas.

E ainda, esses sintomas podem atuar em conjunto, por exemplo, um sentimento relevante que faz parte da crise de ansiedade é a preocupação. À medida que os sintomas físicos aumentam, a preocupação influencia o psicológico (cognitivo) que entra em alerta.

Nesse momento, o fluxo de pensamentos é muito maior e o conteúdo desses pensamentos é sempre negativo e pode gerar comportamentos de impulsividade ou agressividade (comportamental).

A seguir, veja alguns dos principais sintomas…

Sintomas físicos de ansiedade

Estes são os principais sintomas físicos da ansiedade:

  • Taquicardia.
  • Sensação de pressão no peito e falta de ar.
  • Tensão muscular e tremores
  • Suores frios.
  • Formigamento nos membros, sensações de pele pressionada.
  • Dificuldade em adormecer ou acordar assustada no meio da noite.
  • Falta de apetite ou excesso de comida e sem fome.
  • Estresse ou nó no estômago.
  • Tontura.

Sintomas cognitivos da ansiedade

Entre os sintomas cognitivos da ansiedade, destacamos o seguinte:

  • Pensamentos excessivamente negativos ou catastróficos .
  • Pensamentos recorrentes de medo do aparecimento de sintomas físicos, antecipando-os.
  • Pensamentos de antecipação do futuro, com medo de tornar-se e incerteza.
  • Dificuldade em manter a atenção e a concentração, diminuindo significativamente a capacidade da memória.
  • Desorientação e sensação de perda de controle .
  • Medo de enlouquecer.

Sintomas comportamentais de ansiedade

Finalmente, esses são os sintomas que são manifestos em ações comportamentais:

  • Evitar Locais movimentados ou mesmo de sair de casa.
  • Evitar Relações sociais.
  • Constantemente medo da incerteza, sobre o futuro, por exemplo: medo de doença, acidente, assalto etc.
  • Necessidade constante de verificar se está tudo em ordem, para sentir algum controle.

Qual o tratamento para Ansiedade?

Imagem: Qual o tratamento para Ansiedade?

A experiência de ansiedade é diferente de uma pessoa para outra. Por isso é importante entender que um tratamento específico que funcionam para uma pessoa, poderá ser totalmente diferente para você.

A boa notícia é que entender e conhecer os gatilhos que ativam o sentimento de ansiedade é o primeiro passo para superá-la.

Então investir tempo para reconhecer os padrões e características que levam ao estado de ansiedade é um passo fundamental em sua estratégia de recuperação.

Embora, a primeira ideia de tratamento seja recorrer aos medicamentos para conseguir controlar as crises de ansiedade, o que pode até gerar rápidos resultados.

Entretanto cobram como preço o comprometimento da sua saúde, sem produzir uma CURA realmente VERDADEIRA.

E o que seria uma CURA VERDADEIRA?

Seria AGIR na RAIZ do PROBLEMA, ou seja, trabalhar no padrão comportamental que provoca a ansiedade e todo os gatilhos gerados nesse processo.

Pensando nisso, é muito importante conhecer a respeito da Reeducação Comportamental ou Terapia Cognitiva Comportamental para o tratamento definitivo da ansiedade.

O sucesso dessa Terapia Cognitiva Comportamental no tratamento de transtornos de ansiedade, atualmente, é muito evidente [2].

Durante a terapia, um objetivo fundamental é que a pessoa aprenda a usar técnicas de desaprendizagem da ansiedade no seu dia a dia e, assim, recuperar a sensação de controle sobre seu corpo e sentimentos, para que possa reduzir os sintomas de ansiedade e suas crises.

Para a Terapia Cognitiva Comportamental, o objetivo principal não é que a ansiedade desapareça mas que a pessoa perca o medo da ansiedade e tenha consciência de que a ansiedade é um sinal natural que pode nos ensinar muito sobre nós mesmos e como melhorar nossas vidas.

Lembrando que, esses sinais de ansiedade podem ser tratados e curados. Entretanto, depende unicamente de você dá o passo decisivo para eliminar a ansiedade de vez da sua Vida.

Por isso, é super recomendável que Você também leia nosso artigo:

【Remédio para Ansiedade】Natural e Sem Efeitos Colaterais

ATENÇÃO: Em casos, de ansiedade avançada ou extrema, antes de realizar quaisquer mudanças, sempre consulte um médico ou profissional da área de saúde.

E se gostou desse artigo compartilhe nas redes sociais para que mais pessoas possam entender o que é a ansiedade…